Quem é alcoólatra pode pegar o coronavírus?

Quem é alcoólatra pode pegar o coronavírus?

Quem é alcoólatra pode pegar o coronavírus? É fato de que o coronavírus, por ser uma doençarelativamente nova, traz muitas incertezas em relação às suas prevenções etratamentos.

À medida que essa doença cresce e avança, váriassoluções são procuradas pela população, e a busca por informações só cresce.

Algumas soluções são exemplos de empatia esolidariedade, como a produção e doação de álcool em gel a partir de rejeitosde destilações.

Só que outras soluções acabam atrapalhando asinformações corretas. Existem muitas fake news que são replicadas por milharesde pessoas, e isso é muito sério. Veja a seguir algumas dúvidas que podemsurgir a respeito do coronavírus e do álcool.

É PERIGOSO COMPARTILHAR OBJETOS?

Sim! É perigoso compartilhar objetos como copos, porexemplo. Quando você compartilha seu copo com outra pessoa, vocês podem tercontato com a saliva um do outro, e isso é um risco de contaminação para ocoronavírus.

Mesmo que a pessoa não tenha pego o coronavírus, elapode ter contato com outra pessoa que teve, transferindo esse vírus para o copoou objeto compartilhado, aumentando o risco de contaminação.

O ÁLCOOL DAS BEBIDAS PODE SUBSTITUIRO ÁLCOOL EM GEL?

Apesar de serem produzidos a partir de processosparecidos, o álcool presente nas bebidas é totalmente diferente do álcool em gel.A bebida alcoólica precisa ter cerca de 48% de concentração de álcool, e issonão é suficiente para matar o vírus.

Além disso, especialistas afirmam que pela adição deaçúcares nas bebidas, o ambiente pode ser mais suscetível  a contaminação. Por isso, bebida alcoólica ésomente para consumo.

Quando se precisa limpar um ambiente ou higienizar asmãos, o recomendável é que a concentração seja maior que 60%.

Para as mãos, é recomendado o uso de água e sabão. Essamistura pode eliminar o vírus, diminuindo o risco de contaminação. O álcool emgel só deve ser utilizado quando não é possível lavar as mãos com água e sabão.

Algumas empresas de bebidas alcoólicas do país e domundo, utilizaram de suas capacidades para ajudar ao próximo, produzindo álcoolem gel para doar a hospitais e pessoas que não tinham condições de comprar.Mas, para isso, elas precisavam contar com autorizações. Não é qualquer empresaque pode fazer isso.

QUEM É ALCOÓLATRA PODE PEGAR OCORONAVÍRUS?

Se a sua pergunta também estiver relacionada com o fatode que quem bebe álcool não pode pegar o coronavírus, suas suposições estãoerradas.

Além disso, incluir alimentos cítricos em sua rotinacomo laranja, limão e morangos vai apenas aumentar sua imunidade, e nãocombater o vírus. Quando sua imunidade está fortalecida, seu organismo conseguecombater os invasores dos vírus, amenizando os sintomas das doenças.

Exatamente por isso, é tão importante manter umaalimentação equilibrada e saudável, com os mais variados tipos de alimentospara ter a disposição de todos os nutrientes possíveis.

Contudo, as bebidas e os alimentos não são barreiras contrainfecções de vírus. Mesmo que haja alguns estudos de bebidas que fazem bem paraa nossa saúde, as bebidas destiladas não entram nesta questão. Elas não podemcombater o coronavírus.

Uma das fake news que circulam nas redes sociais ésobre uma pessoa que afirmou ser curada consumindo mel com uísque. Essa notíciaé falsa e não deve ser compartilhada.

Até o momento não existe nada comprovado que possaimpedir a manifestação do vírus.

QUANDO EU BEBO, FICO MAIS VULNERÁVELAO VÍRUS?

A bebida alcoólica no geral é prejudicial à saúde. Seuconsumo moderado não. Segundo infectologistas, a bebida não tem o poder deaumentar as chances de se contrair o coronavírus. A infecção acontece  através do contato de outra pessoa infectada.

Já o consumo do álcool em excesso, pode trazerproblemas ao corpo, visto que aumenta a debilidade do organismo. Quando se temuma infecção, o problema fica ainda mais grave. Os efeitos do álcool podemagravar os sintomas de uma infecção por vírus.

O consumo excessivo de álcool gera uma sobrecarga aofígado. Nosso corpo tenta neutralizar essa sobrecarga, produzindo substânciaspara controlar a sobrecarga. Com isso, quando há uma infecção, essa contençãodo vírus pode ficar desfalcada.

Com o passar do tempo, a sobrecarga do fígado podelevar à fibrose devido às lesões causadas. Essa fibrose pode se tornar emcirrose hepática, atrapalhando o funcionamento do fígado.

Quem possui doença hepática faz parte do grupo de riscopara o coronavírus e não pode consumir bebida alcoólica.

É importante se cuidar e seguir as recomendaçõesnecessárias para amenizar os sintomas. Se prevenir, usar máscaras e semprelavar as mãos, além de não se aglomerar, são cuidados que devem ser tomados. 

Conte com o Catálogo Clínicas de Recuperação que atende de forma segura mesmo em meio a esta pandemia do Covid-19.

Artigos recentes

Outros artigos que podem te interessar

 Tratamento na clínica para recuperação de álcool
Tratamento na clínica para recuperação de álcool

O tratamento na clínica para a recuperação de álcool pode ser uma perfeita solução para essa doença chamada alcoolismo....

O que fazer quando se tem um filho drogado?
O que fazer quando se tem um filho drogado?

O que fazer quando se tem um filho drogado é uma pergunta que atormenta diariamente milhares de famílias no Brasil e no mundo. Hoje trarem...

Quais os remédios indicados para combate ao alcoolismo?
Quais os remédios indicados para combate ao alcoolismo?

Certamente existem remédios indicados para combate ao alcoolismo, sendo que muitas pessoas entendem que nem sempre apenas o tratamento com ...

Entre em contato

Fique por dentro das novidades

Cupons de desconto, novidades e muito mais

Podemos te ajudar?